Iniciada fase de entrevistas para o programa emergencial de auxílio-desemprego

0

Foi iniciada na última segunda-feira (07/06), no prédio da Secretaria Municipal de Ação e Desenvolvimento Social (SEMADS), o atendimento às pessoas que se cadastraram no Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego e Qualificação Profissional, uma iniciativa da Administração Jesus Chedid e Amauri Sodré que visa minimizar os impactos provocados pela pandemia do Coronavírus.

A meta do programa é criar até 1.500 bolsas auxílio para qualificação profissional, sendo que 5% será destinado para as pessoas com deficiência física, com o pagamento mensal de R$ 1.000,00 por 8 horas diárias de qualificação através de cursos e prática através de prestação de serviço à comunidade, visando a elevação de conhecimento profissional, escolaridade e alfabetização. Ao bolsista será fornecido também cesta básica, condicionada à assiduidade do programa, seguro de acidentes pessoais e vale-transporte. O período do Programa é de 12 meses, prorrogável por até 12 meses.

Os serviços de atendimentos estão sendo realizados pela empresa terceirizada SP Soluções Empresariais (Sertec), no horário das 8h às 17h30. A funcionária Wedja Silva comentou sobre o comparecimento dos inscritos no programa. “Estamos solicitando a presença de todos que foram inscritos no programa, através dos telefones que estão nas fichas de inscrição. Alguns inscritos estão desistindo por vários motivos particulares e com isso estamos convocando os demais na sequência. Quem tiver dúvida sobre o programa é só comparecer aqui na SEMADS que estamos à disposição para as orientações que se façam necessária”, disse Wedja.

A Secretaria da SEMADS, Sandra Teixeira, solicita que todos os chamados compareçam no dia e hora marcada para a efetivação da inscrição no programa até o próximo dia 11 de junho, conforme lista divulgada na edição 1.080A (Edição Extra) da Imprensa Oficial do Município, da última sexta-feira (04/06) – veja lista no link: https://dosp.com.br/exibe_do.php?i=MTczNjM3.

Nesta primeira semana, foram chamados cerca de 500 inscritos. “Nem todas as inscrições feitas foram aceitas para o programa, por não estarem qualificadas conforme o regulamento do edital. Tivemos inscrições de pessoas que residem na cidade há menos de dois anos, inscrições em duplicidade, pessoas menores de 18 anos. Com isso o próprio sistema invalidou essas inscrições. Aqueles que foram qualificados, conforme edital, estão sendo chamados pela empresa terceirizada para que façam a entrevista socioeconômica e apresentem as documentações solicitadas. Quem não comparecer no dia e hora marcada, até o próximo dia 11, serão desclassificadas”, afirmou a Secretária Sandra Teixeira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here