Passageira flagra ônibus lotado em Bragança contrariando as regras para evitar a transmissão da Covid-19

'Vou para o trabalho todos os dias morrendo de medo de pegar o vírus', disse a passageira. Ônibus da linha Henedina Cortez circula lotado a 2 dias, segundo ela.

0

Uma passageira de um ônibus da linha Henedina Cortez, registrou uma cena que contraria as regras das autoridades de saúde para evitar a transmissão do coronavírus, na manhã desta quarta-feira (20), em Bragança Paulista.

A recomendação é para que, além do uso de máscaras, as pessoas mantenham o isolamento social e evitem aglomerações. Bragança Paulista registrou, até esta quarta-feira (20), 167 casos confirmados de coronavírus.

O registro foi feito pela passageira Katiane, por volta das 7h, quando ela estava indo para o trabalho, no centro da cidade.

“É um absurdo. Eu entro nos ônibus morrendo de medo de pegar o vírus. As pessoas ficam aglomeradas”, reclamou.

Ao Mais Bragança, Katiane, que mora em Bragança, contou que o trajeto entre a casa dela e o trabalho demora aproximadamente de 30 minutos a 45 minutos. Segundo ela, a linha contava com dois ônibus por causa da pandemia, mais o veículo têm circulado lotado pois o outro ônibus que vinha junto, quebrou.

“Agora é que eles deveriam aumentar os ônibus e não diminuir. Eu saio antes de casa todos os dias pra ver se consigo pegar um ônibus mais vazio, mas não tem jeito. Todos acabam ficando lotados no meio do trajeto. Se eu ficar esperando muito, me atraso para o trabalho”, contou

Sobre o distanciamento social, a passageira argumentou que infelizmente ainda existem pessoas que não entendem a gravidade do assunto.

“Eu não vejo distanciamento dentro dos ônibus. As pessoas, pelo que me parece, estão todas indo para o trabalho e acaba sendo impossível isso acontecer”, argumentou.
Procurada pelo Mais Bragança, a Nossa Senhora de Fátima não se manifestou até o fechamento desta matéria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here