Confaz aponta que valor médio para gasolina comum vai ficar em R$ 5,96

0
Foto: Fernando Frazão

O Confaz, Conselho Nacional de Política Fazendária, publicou hoje, no Diário Oficial da União, a nova tabela com o preço médio ponderado ao consumidor final de combustíveis, que serve para estabelecer uma base de cálculo para cobrança do ICMS nos estados. Ela é válida a partir de 16 de setembro, próxima quinta-feira.

No Brasil, o valor médio para gasolina comum vai ficar em R$ 5,96. O estado com o preço mais alto é o Distrito Federal, o litro custa R$ 6,59. Em segundo lugar, vem o Acre com R$ 6,54. O preço médio mais baixo é no Amapá, com R$ 5,11.

Já o diesel mais caro está no Acre, R$ 5,56, seguido por Rondônia, onde o preço já é bem inferior, R$ 4,87. A média nacional do diesel fica em R$ 4,62.

Quanto ao gás de cozinha vendido em botijão de 13 quilos, seis estados aparecem sem valor na tabela. O Acre tem o maior preço: R$ 8,75 por quilo. O Paraná, o menor: R$ 5,60 o quilo.

Os valores publicados nesta sexta-feira são um pouco menores que o levantamento realizado pela Agência Nacional do Petróleo entre 29 de agosto e 3 de setembro.

Além da gasolina, diesel e gás de cozinha, a tabela traz informações de outros oito produtos. Os números são informados por cada estado e  o Distrito Federal ao Confaz.

A tabela não fixa os preços a serem cobrados dos combustíveis. Ela serve para atualizar o valor de venda e estabelecer uma base de cálculo para que a cobrança do ICMS seja a mais próxima possível do preço nos postos.

Outros fatores podem influenciar o que é cobrado na bomba, como preço internacional do petróleo, câmbio, custo do frete, margens de lucro da refinaria, distribuidora e postos de gasolina, entre outros.

No Brasil, o valor médio para gasolina comum vai ficar em R$ 5,96. O estado com o preço mais alto é o Distrito Federal, o litro custa R$ 6,59. Em segundo lugar, vem o Acre com R$ 6,54. O preço médio mais baixo é no Amapá, com R$ 5,11.

Já o diesel mais caro está no Acre, R$ 5,56, seguido por Rondônia, onde o preço já é bem inferior, R$ 4,87. A média nacional do diesel fica em R$ 4,62.

Quanto ao gás de cozinha vendido em botijão de 13 quilos, seis estados aparecem sem valor na tabela. O Acre tem o maior preço: R$ 8,75 por quilo. O Paraná, o menor: R$ 5,60 o quilo.

Os valores publicados nesta sexta-feira são um pouco menores que o levantamento realizado pela Agência Nacional do Petróleo entre 29 de agosto e 3 de setembro.

Além da gasolina, diesel e gás de cozinha, a tabela traz informações de outros oito produtos. Os números são informados por cada estado e  o Distrito Federal ao Confaz.

A tabela não fixa os preços a serem cobrados dos combustíveis. Ela serve para atualizar o valor de venda e estabelecer uma base de cálculo para que a cobrança do ICMS seja a mais próxima possível do preço nos postos.

Outros fatores podem influenciar o que é cobrado na bomba, como preço internacional do petróleo, câmbio, custo do frete, margens de lucro da refinaria, distribuidora e postos de gasolina, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here