14ª edição da Campanha Sangue Corinthiano começa nesta segunda-feira (25)

0

O Hemonúcleo de Bragança Paulista recebe nesta semana a campanha “Sangue Corinthiano”, que convoca torcedores do Timão a fazerem a doação. A intenção é atrair torcedores de times de futebol, não apenas aqueles que torcem pelo Corinthians, para essa ação solidária, e assim fortalecer o estoque de sangue do Hemonúcleo do Husf (Hospital Universitário São Francisco).

Com o tema “É hora de cuidarmos uns dos outros”, a campanha nacional entra em sua décima quarta edição nesta segunda-feira, 25, e vai até o dia 13 de junho.

As doações podem ser feitas de segunda-feira a sábado entre 7h30 e 13h, e o estacionamento é gratuito. O Hospital Universitário fica na avenida São Francisco de Assis, 260, no Jardim São José.

A Campanha

A Campanha Sangue Corinthiano é um projeto nacional, idealizado e promovido pela torcida corintiana, usando a força e união da Fiel para conscientizar a população sobre a importância da doação de sangue.

Requisitos

Para doar, é necessário ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos, estar descansado, não estar em jejum, mas ter feito uma alimentação leve, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24 horas, não estar grávida, amamentando ou ter feito parto ou aborto há menos de três meses, não estar com febre, gripe ou resfriado, não ter recebido transfusão de sangue nos últimos 12 meses, não ter antecedentes de hepatite, doença de chagas ou sífilis, não ter comportamento de risco para Aids, nem ser usuário de drogas, aguardar um ano para a doação após tatuagem ou piercing.

Homens podem doar a cada 60 dias, totalizando até quatro doações ao ano. Mulheres podem fazer até três doações por ano, num intervalo de pelo menos 90 dias.

Vale informar que a doação de sangue não oferece risco aos doadores, pois todo o material utilizado para coletar o sangue é descartável. Além disso, a doação não engorda, porque nada é ingerido pelo doador ou infundido em sua veia; não afina nem engrossa o sangue; não vicia e não causa prejuízo à saúde. Em dois ou três dias, o organismo já repõe boa parte do sangue retirado, não trazendo nenhum tipo de malefício ao doador e ao receptor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here