Prefeitura de Bragança adota reabertura gradual e alternada do comércio; entenda

Plano deve entrar em vigor no dia 1º de junho e irá restabelecer o funcionamento gradual de estabelecimentos de diversos segmentos com restrições e recomendações.

0

A Prefeitura de Bragança Paulista não tem medido esforços frente a situação de emergência pública, devido a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). Inúmeras medidas foram adotadas no decorrer dos últimos meses, todas minuciosamente planejadas, seguindo as orientações do Ministério da Saúde, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério Público do Estado de São Paulo, bem como as determinações dos decretos do Governo.

Tendo em vista a situação sócio-econômica causada pela pela pandemia, a Administração Municipal tem estudado constantemente ações para contornar este momento delicado, sem deixar de pensar na saúde pública e no novo vírus. Inclusive na última semana, foi encaminhado ao Governo do Estado um ofício com um Plano de Retomada Gradual das Atividades no município.

Nesta terça-feira, 19, após reunião do Comitê de Crise para Supervisão e Monitoramento dos Impactos da Covid-19, o Plano de Retomada de Atividades foi discutido novamente. Ao final da reunião o Prefeito Jesus Chedid, fez um pronunciamento à população, informando que o Plano será posto em prática na cidade.

O Plano de Retomada contempla a reabertura de alguns estabelecimentos considerados anteriormente pelo Governo como não essenciais, divididos por área de atividade de comércio, por sua vez, considerados de alta densidade, pertencentes a área que compreende a região central classificada como Zona Vermelha e, de baixa densidade, nos estabelecimentos de bairro, considerados como Zona Verde, ambos com horários e limitações para funcionamento.

Dos estabelecimentos não essenciais que poderão ter suas atividades restituídas no começo do próximo mês estão inclusos galerias e lojas comerciais, restaurantes e pizzarias com atendimento presencial, academias, igrejas e templos religiosos, clubes e shopping certers. Para tanto, todos os estabelecimentos, sejam eles considerados essenciais ou não, terão obrigatoriamente de seguir um protocolo geral como a adoção de medidas rígidas de limpeza, de distanciamento físico adequado, uso obrigatório de máscaras, disponibilização de álcool em gel, dentre outras ações.

Essa iniciativa só será possível graças aos índices de controle da propagação do vírus no município. Sendo que o percentual de pessoas testadas como positivas é menor que 2%, assim como a constatação da estagnação de casos letais, sem o registro de nenhum caso fatal pela Covid-19 há cerca de 28 dias, levando o município a taxa de letalidade de 6,3%, menor que a taxa mundial, que é de 6,7%.

Durante o pronunciamento, o Prefeito Jesus Chedid, reforçou que Plano de Retomada não diminui os cuidados e precauções já adotados para enfrentamento a pandemia. “Nós precisamos retomar com muita cautela. No entanto, para isso será necessário redobrar os cuidados e, todas as recomendações têm que continuar sendo tomadas com todo rigor. Não podemos regredir e é esta colaboração que precisamos da população a partir de agora”, disse.

O Plano de Retomada deve entrar em vigor no dia 1º de junho. Tão logo será divulgado um novo decreto, detalhando quais estabelecimentos devem reabrir, as medidas que todos terão de aderir, bem como as restrições e orientações cabíveis a cada segmento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here