Bragança Paulista triplica casos de sarampo e chega a nove registros da doença

0

A Vigilância Epidemiológica de Bragança Paulista confirmou nesta quarta-feira (25) mais seis casos de sarampo no município. Segundo a prefeitura em 12 anos a cidade não havia registrado nenhum caso da doença.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, são 62 notificações, das quais 9 foram confirmadas pelo Instituto Adolfo Lutz, três notificações descartadas e 50 em investigação.

Até a publicação da reportagem, a prefeitura não havia informado o perfil das seis vítimas dos novos casos de sarampo registrados em Bragança Paulista.

A Prefeitura informa que a vacina está disponível em todos os postos de saúde da cidade.

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, provocada por vírus, grave e transmitida pela fala, tosse e espirro. A doença é extremamente contagiosa, mas pode ser prevenida pela vacina. O sarampo caracteriza-se principalmente por febre alta, dor de cabeça, manchas vermelhas no corpo, tosse, coriza, conjuntivite e manchas brancas na mucosa bucal.

Quem deve tomar a vacina?

  • Dose extra para bebês de 6 meses a 12 meses
  • Crianças de 15 meses (segunda dose tetraviral)
  • Crianças de 15 meses a adultos de até 29 anos sem o registro de duas doses (se tiver tomado uma dose, terá que tomar a segunda. Se não tomou nenhuma, deve receber duas no intervalo de 30 dias)
  • Adultos de 29 a 59 anos, sem registro na carteira (tomar uma dose)
  • Profissionais de saúde

Para quem a vacina é contraindicada?

  • Gestantes
  • Pessoas imunossuprimidas por doença ou uso de medicação
  • Crianças e adultos que vivem com HIV/Aids devem ser avaliados
  • Pessoas com histórico de alergia grave (anafilaxia) após aplicação de dose anterior das vacinas.
  • Crianças menores de 6 meses
  • Imunodeprimidos (pessoas com sistema imunológico frágil, que são facilmente contagiadas por vírus ou bactérias)
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here