Bragança Paulista aplicou 14 mil doses de vacina de lote suspenso pela Anvisa, diz prefeitura

0

No último dia 4 de setembro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária determinou a interdição cautelar de lotes de vacinas Coronavac, proibindo a distribuição e o uso dos lotes envasados na planta não aprovada na Autorização de Uso Emergencial – AUE.

Assim, a Sinovac, fabricante da vacina Coronavac, enviou para o Brasil 25 lotes na apresentação de frasco-ampola (unidose e duas doses), totalizando 12.113.934 doses. A unidade fabril responsável pelo envase não foi inspecionada e não foi aprovada pela ANVISA na AUTORIZAÇÃO de USO EMERGENCIAL da referida vacina. Nesses termos, a vacina envasada em local não aprovado na AUE configura-se produto não regularizado junto à ANVISA.

Os lotes impactados são: IB: 202107101H, 202107102H, 202107103H, 202107104H, 202108108H, 202108109H, 202108110H, 202108111H, 202108112H, 202108113H, 202108114H, 202108115H, 202108116H e L202106038.

SES/SP: J202106025, J202106029, J202106030, J202106031, J202106032, J202106033, H202106042, H202106043, H202106044, J202106039, L202106048.

Com base na nota informativa Nº 8/2021 1 – CVE/CCD/SES-SP, a Secretaria de Saúde esclarece que foram aplicadas mais de 14 mil vacinas dos referidos lotes. A Vigilância Epidemiológica está contactando as pessoas vacinadas com menos de 30 dias.

Cabe ressaltar, que o município NÃO REGISTROU nenhuma notificação de evento adverso pós-vacinação dos lotes mencionados.

Além disso, a Secretaria de Saúde aguarda as orientações e condutas a serem adotadas pelos órgãos superiores (Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde). Caso você tenha qualquer dúvida entrar em contato através do número 4034-4144.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here