Estudo científico desenvolvido por professora da FESB é premiado e será levado a Congresso Internacional

0

Artigo científico produzido pela professora da FESB (Fundação de Ensino Superior de Bragança Paulista), Dra. Livia Moura Souza que descreve mapeamento de Diversidade Genética para o Manejo e Uso de Recursos Genéticos da Borracha será apresentado no maior evento mundial da heveicultura (International Rubber Conference 2019). O congresso é realizado pelo IRRDB (International Rubber Research and Development Board) e acontecerá entre os dias 30 de setembro e 1 de outubro na Cidade de Nay Pyi Taw (capital de Myanmar).

A apresentação do trabalho no congresso internacional é resultado de premiação conquistada no I Prêmio Apabor Paulo Gonçalves (evento promovido pela Associação Paulista de Produtores e Beneficiadores de Borracha). O prêmio (primeira colocação) consistiu em bolsa integral para custeio da viagem (traslado, estadia e alimentação) para participação no evento.

“Estou honrada e agradecida por receber este prêmio. Fomos e ainda somos inspirados e motivados pelo Dr. Paulo Gonçalves, sua dedicação e imenso conhecimento sobre a cultura da seringueira são admiráveis. Nosso trabalho está longe do fim, mas o que fizemos até agora já fez uma enorme diferença para o desenvolvimento da pesquisa na heveicultura nacional”, comemorou a professora Lívia Souza.

SOBRE O TRABALHO

O estudo Estratégia de Diversidade Genética para o Manejo e Uso de Recursos Genéticos da Borracha foi desenvolvido pela professora em conjunto com pesquisadores da Unicamp, Instituto Agronômico de Campinas e com financiamento da Fapesp. Se trata de mais de 1.000 Acessos Silvestres e Cultivados em uma Coleção Nuclear de 100 Genótipos, publicado na plataforma PLOS, descreve a diversidade genética da Hevea spp. complexo que está disponível na América do Sul, incluindo populações amazônicas que nunca foram descritas anteriormente. A partir da 1117 acessos genotipados com 13 marcadores microssatélites, os criadores de seringueiras podem utilizá-los para melhorar o cultivar e, consequentemente, a qualidade da borracha que será produzida.

SOBRE O PRÊMIO

O objetivo do I Prêmio Apabor Paulo Gonçalves é promover a tradição científica e humana criada por Dr. Paulo Gonçalves e motivar jovens pesquisadores a se dedicarem à cultura atraindo e retendo talentos para o desenvolvimento da tecnologia e da pesquisa na heveicultura nacional. Gonçalves, que é o Doutor em genética e melhoramento de plantas e atualmente pesquisador no Instituto Agronômico (IAC) em Campinas é reconhecido internacionalmente por produzir e contribuir com diversos estudos sobre o setor e melhorar a genética e produção das seringueiras.

A APABOR é uma associação paulista que assiste produtores e beneficiadores de borracha natural associados em todos os seus interesses comuns, a fim de possibilitar-lhes maior proteção e maior valorização técnica de seus produtos.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here