Reunião sobre Atenção à Mulher Vítima de Violência é realizada em Bragança Paulista

0

Na manhã da última quarta-feira (27/02), foi realizada a “Segunda Audiência do Estabelecimento do Fluxo de Atenção à Mulher Vítima de Violência”, na sede da Secretaria Municipal de Ação e Desenvolvimento Social, localizada na Praça Hafiz Abi Chedid, nº 115 – Jardim América.

Essa reunião teve início com a leitura da Lei nº 4652, de 14 de fevereiro de 2019, que dispõe sobre alteração da Lei nº 4.515/2016, que cria o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) de Bragança Paulista e dá outras providências.

Durante o encontro foi falado sobre capacitações para Guardas Civis Municipais que atuam no Projeto Guardiã Maria da Penha e dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS),sobre o levantamento atual do fluxo de atendimento à mulher vítima de violência e sobre o Edital do CMDM para convocação de Assembleia Geral para eleição dos membros que irão compor o Conselho em 2019/2021.

A Promotora de Justiça Dr. Ana Maria Buoso falou sobre o ciclo de atendimento à mulher vítima de violência e o quanto esse processo é pesado e faz com que muitas mulheres desistam da medida protetiva, ela sugeriu um atendimento mais humanizado e afetivo. Para a Promotora, é preciso que haja uma remodelação na estrutura da sociedade e o empoderamento deve começar ainda na escola com ações voltadas ao entendimento do assunto, bem como ações que devem ser tomadas em casos de violência.

A docente do curso de Pedagogia do Centro Universitário UNIFAAT, Maria Cristina Zago, apresentou um projeto que todos os envolvidos nessa ação entendam a forma como a violência começa na família. Para isso, será criado um grupo de estudos focado no entendimento da parte psicológica da formação familiar e o reflexo dela nos comportamentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here